Por que não tomar posse de tudo?



Passamos muito tempo da vida determinando o que é nosso, até aquilo que não devemos possuir...

Por exemplo, vivemos declarando 'minha casa', 'meu emprego', 'minha família', 'meus amigos', 'minha vida', 'minha dor de cabeça ',' minha sinusite', etc. Já parou pra pensar, que tudo isso que declaramos ser nosso, não nos pertence de fato? 

A começar pela 'vida', principalmente se você já a entregou a Cristo. Ops, reparou no que acabei de escrever? "ENTREGOU A CRISTO", ou seja, 'isso não te pertence mais'.
 
A partir do momento que nos entregamos a Ele, tudo o que acontece conosco e para nós, é dEle, por Ele e para Ele. E, a menos que queira, não podemos revogar a posse. 

O livre arbítrio, foi seu até o momento de 'escolher' se entregar. Se já se entregou, então não há mais o que fazer. Ele decide o que, quem, quando e onde deve fazer algo por você (e se for o que você PRECISA, não o que você QUER).
 
Estou escrevendo este texto, na sala de espera de um hospital. Onde o que mais ouço é: 'minha gastrite tá atacada', 'minha dor na coluna tá me matando', 'meu câncer é muito forte' e coisas do tipo.
 
Aprendi que somos o que declaramos, se declaramos possuir enfermidades, teremos enfermidades... Eu já fui muito dessas. Até hoje ainda caio nessa cilada. Nem sempre por força do hábito, mas porque é mais fácil se adequar ao mundo do que ir na contra mão. Dá menos trabalho e evita explicações.

Porém, se eu sei QUEM é o meu dono, não preciso me preocupar com o que querem me 'fazer dona'. Pois, Ele nos ensina a não ter nada e possuir tudo, tudo o que Ele nos der por herança. E, creio que as bênçãos dEle não acrescentam dores.



Fique por dentro das novidades do blog também nas redes sociais:



Fica com Deus!
<3

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Menina Modesta. Todos os direitos reservados.©
Design e codificação por Sofisticado Design.