Uma anáslise sobre o Amor (parte 2)


viii) "O amor não se ira" (1 Coríntios 14:5)
A palavra traduzida como “irar” aqui é o verbo grego "paroxuno" que literalmente significa "afiar por esfregar em qualquer coisa, para aguçar; para afiar, incitar, exasperar." O substantivo correspondente é a palavra "paroxusmos" a partir do qual deriva a palavra Inglês "paroxysm". É óbvio que provocação e raiva não podem coexistir com amor sincero, porque eles se opõem.

ix) "O amor não guarda rancor" (1 Coríntios 14:5)
A palavra “pensar” aqui é o verbo grego "logizomai" que significa "considerar". Significa literalmente "colocar tudo na mente, contar e ocupar a mente com considerações e cálculos3". Uma tradução mais apurada é dada pela Nova Versão Internacional (NVI) onde se lê: "o amor não guarda rancor", Isto é, o amor esquece rápida e permanentemente o mal que foi feito a ele. Às vezes pessoas no mundo trabalham anos planejando como vingar de alguém de as feriu. Contudo, quando caminhamos como novas criaturas, quando caminhamos no amor, então não guardamos os erros que fizeram contra nós, mas os perdoamos.

x) "O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade" (1 Coríntios 14:6)
A palavra "iniquidade" vem do grego "adikia". Seu significado é: "o que não se conforma com o certo, o que não devia ser; o que não deve ser por causa da verdade revelada, ou seja, errado, injustiça." Tudo que é contra a verdade é injusto. E em João 17:17, sabemos que a verdade é a Palavra de Deus, o que é contra a Palavra, é "adikia", injustiça. Assim, conforme esta passagem, o amor se alegra com a verdade, a Palavra de Deus.

xi) "Amor tudo sofre" (1 Coríntios 14:7)
A palavra "sofrer" é o verbo grego "stego". Uma característica usual desta palavra está em 1 Coríntios 9:12 onde lemos que sua em sua missão, apesar de suas grandes responsabilidades, Paulo preferiu não usar do direito de "viver do evangelho" (1 Coríntios 9:14) mas "sofrer” [stego] todas as coisas para que [Paulo e seu grupo] não sejam obstáculos ao evangelho de Cristo. "Eles sofreram tudo por causa do evangelho de Cristo, e eles fizeram por amor, pois o amor tudo sofre, tudo suporta.

xii) "O amor tudo crê" (1 Coríntios 14:7)
A palavra "acreditar" vem do verbo grego "pisteuo" que ocorre 246 vezes no Novo Testamento. Biblicamente falando acreditar significa crer no que Deus revelou em Sua Palavra ou através das manifestações do Espírito Santo4 (o qual quem quer que seja deve estar em acordo com a Palavra Escrita). O amor, então acredita que tudo que Deus diz, seja na Palavra ou pela manifestação do Espírito.
xiii) "O amor tudo espera" (1 Coríntios 14:7)
Outra coisa que a Palavra de Deus nos fala é que amor espera tudo. Outra vez a expressão "todas as coisas" tem que ser tomada dentro de um contexto mais geral da Palavra de Deus. Assim como em crer também com esperar a referência é focada em tudo o que a palavra de Deus diz. O amor, portanto, espera todas as coisas que foram definidas por Deus como realidades futuras, assim como coisas que devemos ter esperança. O mais óbvio disto é claro, a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo.

xiv) "O amor tudo suporta" (1 Coríntios 14:7)
Finalmente aprendemos que o amor suporta "tudo". A palavra "suportar" aqui é o verbo grego "hupomeno". Seu significado é semelhante de "makrothumeo" (para sofrer) que nós analisamos anteriormente. A diferença entre eles é que "enquanto hupomeno se refere a resposta de alguém em face a uma circunstância, denotando perseverance diante as dificuldades, makrothumeo se refer a resposta de alguém para as pessoas, denotando paciência de faltas e até mesmo provocações de outros sem retaliação.5". O amor então, além de ser muito paciente com as pessoas (makrothumeo) é também muito paciente com as circunstâncias (hupomeno). Ele espera pacientemente sem cair em desespero.

Para encerrar esse artigo vamos ler novamente 1 Coríntios 13:4-7

1 Coríntios 13:4-7

"O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha. Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor. O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade. Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta."

E conforme Colossenses 3:12-14 nos diz:

"Revesti-vos, pois, como eleitos de Deus, santos e amados, de entranhas de misericórdia, de benignidade, humildade, mansidão, longanimidade; Suportando-vos uns aos outros, e perdoando-vos uns aos outros, se alguém tiver queixa contra outro; assim como Cristo vos perdoou, assim fazei vós também. E, sobre tudo isto, revesti-vos de amor, que é o vínculo da perfeição."

Fonte: Jba


Notas de Rodapé
1. Veja: E.W.Bullinger: "A critical lexicon and concordance to the English and Greek New Testament", Zondervan Publishing House, Grand Rapids, 1975, p. 464. A menos que esteja indicado de forma diferente, todas as definições das palavras que aparecem vem dessa fonte.

2. Isto ocorre em I Coríntios 4:6, 18, 19, 5:2, 8:1, 13:4, e em II Coríntios 2:18

3. Veja Dimitrakou: "The Great Lexicon of the Greek Language". Domi Publishers, Athens, 1964, p. 4,362.

4. O que Deus diz através do Espírito, se é verdade vem de Deus, é sempre em concordância com a Palavra de Deus.

5. Veja S. Zodhiates, The Complete Word Study Dictionary, AMG Publishers, p. 1424


Fique por dentro das novidades do blog também nas redes sociais:


Fica com Deus!
<3

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Menina Modesta. Todos os direitos reservados.©
Design e codificação por Sofisticado Design.