O fim é igual ao começo




Acho interessante ver uma mãe cuidar do seu bebê... 

Dar banho, trocar, alimentar, ninar, fazer carinho, colocar pra dormir... 
Com o passar dos anos, ensinar a andar, a pronunciar as primeiras palavras, andar de bicicleta, escrever o nome... 

Vê-los crescer, se desenvolver e criar asas, ganhar o mundo... 
Casar, ter uma família, criar seus filhos... 
Conquistar seus sonhos, (na maioria das vezes, o sonho dos pais) dar um rumo a vida e a carreira... 
Aí, àqueles que começaram essa jornada com eles, já não tem mais aquele vigor, as mãos já estão calejadas, o corpo já não responde às vontades... 


Os pensamentos não acompanham o raciocínio, a visão começa a trair a percepção... 

Para alguns 'filhos', essa é a hora em que o melhor é se 'desfazer' de alguém que está 
tomando o seu tempo e disposição... 
Mas aí, é a hora de pensar, lembrar do início... 
Aqueles que te conduziram até aqui, hoje necessitam de um cuidado que só você pode dar!!!

O fim, se torna igual ao começo. Com os valores e posições invertidos, mas com a clareza óbvia da necessidade do AMAR AO PRÓXIMO, HONRAR PAI E MÃE... 

No fim, temos a possibilidade de olhar para trás e ver tudo o que conquistamos ou deixamos passar... Podemos enxergar coisas, que quem está começando agora, não faz ideia do quanto o mínimo faz toda a diferença. 

Mas, é só uma questão de princípios... 
E isso, nem todos conservam... 




Fique por dentro das novidades do blog também nas redes sociais:


Fica com Deus!
<3

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Menina Modesta. Todos os direitos reservados.©
Design e codificação por Sofisticado Design.